Trilhando a História conta a epopéia da Caravana FORD

A equipe do Trilhando a História vai tentar reviver a grande aventura de 50 anos atrás da Caravana FORD. Partindo de Vilhena o Trilhando a História além de fazer reportagens sobre o que foi essa grande epopéia de homens que encararam a grande selva Amazônica, numa estrada de barro e atoleiros, irá produzir matérias sobre os municípios de Rondônia por onde a antiga BR 029 e hoje 364 corta.
No final de 1960, uma equipe formada com motoristas e mecânicos do governo, além de particulares, levou 59 dias de São Paulo a Porto Velho, conduzindo uma caravana de carros Ford, chefiados pelo telegrafista Antônio Brasileiro, mais tarde substituído pelo mecânico Eduardo Lima e Silva.
Enfrentando o areião desértico, bebendo água de tambores, comendo conserva, enfrentando lama pelos picadões recém abertos por tratores da Camargo Correia na floresta Amazônica; ou ainda, quando chovia, bebendo água coletada nos caminhões, ao mesmo tempo em que se banhavam na chuva, procurando mitigar calor sufocante.
Na trajetória da caravana, somente encontravam tapiris e insetos em grandes quantidades. Na estrada de Cuiabá-Porto Velho, também encontravam os índios que ainda eram bom número na região ou lobos uivantes.
Atravessando balsas e enfrentando a lama, ruindo pinguelas, abrindo variantes, até chegarem a Porto Velho no dia 28 de dezembro, às 20 horas, sob aplausos de grande público e do governador Paulo Nunes Leal.
O Trilhando a História vai ao ar todas as terças no canal 17 na Rede TV Rondônia no programa Fala Rondônia ao meio dia em rede estadual e em horários alternativos nos canais 20 e 25.