Trilhando a História

Primeiro Café com História do ano

Primeiro Café com História do ano

O Café com História é um projeto dos professores do Colégio Objetivo e tem como intuito reunir historiadores da capital para debater fatos históricos recorrentes nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. O evento é gratuito e aberto à comunidade porto-velhense. A primeira edição do Café com História de 2016 acontecerá no dia 29 de abril e sua a temática abordará parte da república velha onde ocorreram movimentos do chamado banditismo social (Cangaço e Canudos) e o contraponto, o Coronelismo. “Esses são Continue lendo

Amazônia e os seus primeiros habitantes

Amazônia e os seus primeiros habitantes

Nos sítios arqueológicos da Amazônia, foram encontrados vestígios, em sua grande maioria, de pedra e de cerâmica. Além do mais, os povos da região não conheciam nem possuíam escrita. Com isso, podemos caracterizar a arqueologia da Amazônia pela fabricação de objetos de pedra e de cerâmica, além do material perecível (madeira, fibras, folhas, etc). Dentre os sítios e vestígios arqueológicos da Amazônia, conforme a pesquisadora Adélia Engrácia, temos como os principais tipos: SAMBAQUIS: Consiste em depósitos de conchas encontrados, no caso, ao longo das margens dos Continue lendo

Jaru: terra de gigantes

Jaru: terra de gigantes

Estação Telegráfica de Jaru – Comissão Rondon Dentre as grandes nações indígenas que dominavam a região territorial de Rondônia, destacavam-se os Jarus, que se localizavam às margens dos igarapés Pacaás Novas e Ouro Preto, afluentes do rio Mamoré; Aripuanã e Roosevelt, além do rio que leva seu nome. Arredios e agressivos, os Jarus se confudiam com os índios Toras, Urupás e os Pacaás Novos; estes últimos pertenciam às nações dos Jarus e Chapacuras. Rodoviária da localidade de Jaru Ali, sob o imenso tapete floral, entre Continue lendo

Porto Velho, faces de uma história

Porto Velho, faces de uma história

Cidade de Porto Velho capital de Rondônia, década de 1950.  “Nascestes ao calor das oficinas do Parque da Madeira Mamoré, pela forja dos bravos pioneiros, imbuídos de coragem e fé”. Esse trecho é parte do hino de Porto Velho, letra de C. Feitosa, hino que talvez poucos nascidos em Porto Velho teriam conhecimento. Por isso, lembrar da instalação de administrativa de nossa cidade é tão importante. São nessas datas que levamos os cidadãos de Rondônia a conhecerem um pouco mais de nossa história, e assim Continue lendo

A Pérola do Mamoré, sua história e seus pioneiros

A Pérola do Mamoré, sua história e seus pioneiros

Até os anos finais do século XIX, Guajará-Mirim constituía-se apenas de alguns seringais, sem nenhuma povoação que chamasse a atenção. Com a construção da Ferrovia Madeira-Mamoré teve início a formação de um núcleo urbano a partir do ponto final da estrada de ferro. O nome Guajará-Mirim em dialeto indígena local significa “Cachoeira Pequena” (FERREIRA. 2005). Outra versão ao nome é citada por MENEZES (1983), na etimologia da palavra gua significa Cachoeira, jara seria sereia e mirim pequena em Tupi. Mas temos outras versões, citadas pelos Continue lendo

Urucumacuan, o Eldorado em Rondônia

Urucumacuan, o Eldorado em Rondônia

O Eldorado (do castelhano El Dorado, “O Dourado”), Manoa (da língua achaua manoa, “lago”), ou Manoa del Dorado (já citado anteriormente) é uma lenda que se iniciou nos anos 1530 com a história de um cacique ou sacerdote dos muíscas, indígenas da Colômbia, que se cobria com pó de ouro e mergulhava em um lago dos Andes. Inicialmente um homem dourado, índio dourado, ou rei dourado, foi depois fantasiado como um lugar, o reino ou cidade desse chefe lendário, riquíssimo em ouro. Embora os artistas Continue lendo

Por trás dessa obra existe um homem de uma OBRA maior

Por trás dessa obra existe um homem de uma OBRA maior

O dia 4 de janeiro, é um dia importante para a história de Rondônia. Acredito que é a data mais marcante para todos os pioneiros que acreditaram e lutaram na década de 70 do século XX, quando da criação do nosso Estado de Rondônia. No dia 4 de janeiro de 1982 foi realizada, no Palácio Presidente Vargas, em Porto Velho, a cerimônia de instalação do Estado e posse do Jorge Teixeira de Oliveira no cargo de governador do Estado de Rondônia. Pode ser considerado como Continue lendo

Criação do Estado de Rondônia

Criação do Estado de Rondônia

Jorge Teixeira o primeiro Governador de Rondônia A partir do final da década de 1960, o Governo Federal passa a administrar o Território Federal de Rondônia com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico, social, político e administrativo visando posteriormente a sua elevação à categoria de Estado. O primeiro passo, pelo decreto – lei número 411, de o de janeiro de 1969, reativa as câmaras municipais de Guajará-Mirim e Porto Velho e cria a Lei Orgânica desses municípios. Nas eleições de 1970, a população do Continue lendo