MARCO HISTÓRICO: Câmara homenageia educadores

Segundo o professor é a história que nos torna cidadãos, a história nos torna pertencentes a algum lugar e a alguma sociedade

Um marco para Porto velho e sua história e o início de um trabalho para o resgate e valorização de nossa memória, este foi o compromisso do vereador Professor Aleks Palitot ao propor semanas atrás o projeto de lei que criou oficialmente na capital rondoniense o Dia do Historiador e que homenageou na tarde desta terça-feira (14), na Câmara Municipal três conceituados educadores com o título de cidadãos portovelhense.

De acordo com Palitot, a história é quem dá identidade à um povo, sem ela as pessoas são apenas bandos que vivem no mesmo lugar, mas sem afinidades. “É importante valorizar aqueles que escrevem a história ou apenas uma parte dela, uma face porque a história não é uma ciência exata”, explica o vereador.

Segundo o vereador, a personificação da data é o início de um trabalho para o resgate de nossa memória, “até aqui a história e os historiadores tem sido muito aviltados dentro do ambiente de Porto Velho e de Rondônia”, ressalta. “Talvez essa comemoração, essa demarcação de período, da data do Dia do Historiador, nos auxilie a iniciar realmente o resgate de nossa memória, nosso patrimônio e nossa cidade”, avalia o vereador.

Cidadãos Portovelhense

“Eu vejo esta homenagem como uma forma de reconhecimento do nosso trabalho e se torna mais importante ainda porque parte de um ex-aluno. Acredito que de uma maneira geral compartilhamos esta homenagem, com muita humildade, pois ela é extensiva a toda categoria docente já que é ela que constrói o ensino e a pesquisa dentro do Estado de Rondônia”, afirmou o professor Dante Fonseca.

Para o Professor Antônio, a homenagem é um carinho do vereador Professor Aleks Palitot, seu ex-aluno, mas que ao longo da vida se tornou um amigo e o reconhecimento por esta cidade que o professor abraçou a 25 anos e que em grande medida também o abraçou.

“Tenho quatro filhos nascidos em Porto Velho, perdi um, e me considero filho também desta terra e fico muito feliz por isso. Como disse o Professor Dante não é uma homenagem ao Toninho, ao Dante ou ao Marco, mas é um reconhecimento ao trabalho dos professores, dos historiadores que vieram de outros cantos e abraçaram Rondônia, abraçaram Porto Velho. Fico muito Feliz e muito grato a Câmara de Vereadores de Porto Velho e de forma particular ao vereador Professor Aleks Palitot”, declarou o Professor Antônio Rabello.

“Há um significado imenso nessa homenagem em confirmar uma cidadania que afetivamente já existe. Passei minha vida em Porto Velho, me dediquei a Porto Velho, amei a cidade, trabalhei por ela e recebo esse reconhecimento oficial que é um reconhecimento muito importante, então agradeço muito a Câmara de Vereadores pelo reconhecimento, pela homenagem e em especial a atenção do vereador Professor Aleks Palitot pela oportunidade”, afirma o Professor Marco Teixeira.