Escola Barão Solimões e sua História

Escola Barão Solimões e sua História

 Sede da Escola Barão Solimões em Porto Velho – RO  O problema da instrução primária, após a Nacionalização dos serviços administrativos da ferrovia Madeira Mamoré em 1931, se constituiu uma das metas prioritárias da administração brasileira. Aluízio Ferreira criou em cada acampamento das turmas de conservação de linha e onde existiam crianças em idade escolar. O governo do Amazonas havia iniciado em Porto Velho, a construção de um prédio destinado a um Grupo Escolar, tendo como mestre de obras Simplício José. As obras foram Continue lendo

Memória de Ferro – Uma aula onde a história acontece

Memória de Ferro – Uma aula onde a história acontece

Até o mais sensato historiador há de concordar que quando se fala em “Patrimônio Histórico” a primeira coisa que vem à mente é uma edificação bem antiga que foi palco de algum evento importante ou que possuiu significância em algum contexto social. Aí logo nos lembramos dos monumentos… Bustos de políticos influentes no centro de alguma praça, uma torre que chove no centro de alguma cidade, uma casa antiga que é convertida em museu em algum canto de roça. Nada mais equivocado. Não é somente Continue lendo

Os índios na Amazônia na Era Vargas

Os índios na Amazônia na Era Vargas

Índio Guerreiro Pacaas Novas – Foto de Geraldo Mendoça Durante o governo do presidente do Brasil Getúlio Vargas, a política indigenista passou por diferentes orientações e mudanças: Cândido Rondon foi reformado; o Serviço de Proteção ao Índio (SPI) foi vinculado ao recém-criado Ministério dos Negócios e Trabalho, Indústria e Comércio (1930) e depois Ministério da Guerra (1934), tornando-se uma departamento da Inspetoria Especial de Fronteira. Um novo regulamento de 1936 disciplinou as atividades do órgão, reafirmou a função do SPI de assegurar a asssistência e Continue lendo

O Sagrado lago Titicaca e suas ilhas

O Sagrado lago Titicaca e suas ilhas

Aleks Palitot ao lado de uma Vicuña no Lago Titicaca – Copacabana  Considerado o lago navegável mais alto do mundo (3810 m), o Lago Titicaca é um dos pontos mais bonitos do país e ao seu redor se assentaram as mais importantes culturas pré-colombianas. O estreito de Tiquina divide o lago em Lago Maior ou Chucuito, ao norte e Lago Menor ou Huiãnay Marka, ao sul; locais onde estão as ilhas do salgado, sagrado, imenso e profundamente azul Titicaca. No Lago Menor estão as ilhas Continue lendo

A História de Candeias do Jamari

A História de Candeias do Jamari

Os primeiros habitantes das margens do Rio Jamari foram os índios, no Alto Jamari habitavam os índios Arikém, e na foz, os índios Mura. No final do século XIX, começaram a chegar os seringueiros. Eles foram ocupando as margens do rio Jamari e de seus afluentes, entre eles o rio Candeias. Os seringalistas fundaram um povoado na margem do rio Jamari ao lado da Cachoeira de Samuel, que surgiu por volta de 1900, chegou a ter mais de dois mil habitantes. A Cachoeira de Samuel Continue lendo

O Paraíso de Copacabana na Bolívia

O Paraíso de Copacabana na Bolívia

Igreja de Nossa Senhora de Copacabana na Bolívia O Trilhando a História dessa semana continua a Saga de levar a todos em Rondônia, um pouco da cultura e geografia dos Andes. Ainda no Salar de Uyuni, na Bolívia, que é um dos poucos lugares do mundo onde pode experimentar a incrível sensação de estar noutro planeta. Habitualmente familiarizados com grandes superfícies cobertas por água (oceanos, mares ou grandes lagos), neve (Norte da Europa e da América) e areia (desertos do Norte de África, Ásia e Continue lendo

A Cara do Trilhando a história – 4 anos de História e Aventura

A Cara do Trilhando a história – 4 anos de História e Aventura

Alunos do Colégio Objetivo 1 e 2 na Trilha da E.F.M.M. O programa Trilhando a História começou como uma brincadeira. Nas atividades e projetos pedagógicos do Colégio Objetivo sempre filmava com minha máquina fotográfica digital, as expedições e aulas de campo com meus alunos. A partir daí, exibia os vídeos em sala de aula, tendo um retorno satisfatório, melhorando a participação dos alunos na disciplina de história. Desde a minha adolescência pratico o bike cross ou trilhas de bike, prática esportiva saudável e de muita Continue lendo

Meu Brasil Negro

Meu Brasil Negro

Todos os anos repete-se a mesma informação sobre o Brasil: somos campeões mundiais de má distribuição de renda, índice da desigualdade. Entra ano, sai ano, quase sempre a mesma situação: é gigantesca a diferença de renda entre os que estão no topo da escala e os que estão na base. Traduzindo: poucos ganham muito e muitos ganham pouco. Há uma série de explicações para essa diferença de renda. E uma delas está justamente na escravidão. O Brasil foi a última nação independente a decretar o Continue lendo