Trilhando grava em maio em Guajará-Mirim

Trilhando grava em maio em Guajará-Mirim

Até o início do século XIX, “Guajará-Mirim era apenas uma indicação geográfica para designar o ponto brasileiro à povoação boliviana de Guayaramerin” (Vítor Hugo – Os Desbravadores). Naquela época, a povoação era conhecida como Esperidião Marques. Em 17 de novembro de 1903, com a assinatura do Tratado de Petrópolis com a Bolívia, o Brasil se comprometia a construir uma estrada de ferro, ligando os portos de Santo Antônio do Rio Madeira, em Porto Velho, ao de Guajará-Mirim, no Rio Mamoré, destinada ao escoamento dos produtos bolivianos. Os direitos sobre tarifas seriam recíprocos Continue lendo

Trilhando vai ao Museu Ipiranga

Trilhando vai ao Museu Ipiranga

Na segunda quinzena de maio a equipe do Trilhando a História visita o Museu Ipiranga  para gravar um programa especial sobre o Brasil. Célebre, em decorrência do famoso “grito” de independência proclamado por D. Pedro I, em 1822, a região em torno do rio Ipiranga (hoje Bairro do Ipiranga) sempre foi vista como um local que deveria retratar essa parte da história do Brasil. Muito discutida durante o século XIX, a idéia de se criar no local um monumento comemorativo veio a concretizar-se em 1882, no momento Continue lendo

Amanhã no Trilhando a História

Amanhã no Trilhando a História

Amanhã no Trilhando vamos conhecer Taquile, uma ilha rochosa que fica a 2 horas e meia de navegação de Puno. A única vila fica no alto montanha à 190 metros acima do lago. Para chegar até ela existem dois caminhos: uma escadaria com 538 degraus que leva direto a vila ou uma trilha de quase 3 quilômetros com subidas suaves que passa por fazendas e pequenas comunidades. Escolhemos a segunda, pois seria mais fácil evitar o mal da altura. Conforme subíamos, encontramos muitos taquilenhos fazendo Continue lendo

Museu Inka na Semana que vêm no Trilhando

Museu Inka na Semana que vêm no Trilhando

Museu Inka ou Palácio do Almirante – A casa construída no início de século 17 pelo almirante espanhol Francisco Alderete Maldonado abriga hoje uma importante coleção arqueológica da cultura inca, que inclui, entre outros, peças de cerâmica, objetos em ouro e prata, tecidos e impressionantes múmias. O acervo também apresenta uma mostra da pintura da Escola Cusquenha, em que predominam os retratos de incas. Localizado a uma quadra da Plaza de Armas, o museu pertence à Universidade Nacional San Antonio Abad de Cusco.

Museus de Cuzco

Museus de Cuzco

Museu de História Regional ou Casa do Inca Garcilaso de la Veja – Um dos museus mais visitados de Cusco ocupa a casa natal do célebre escritor Garcilaso de la Vega, filho do capitão espanhol Sebastián Garcilaso de la Vega e da princesa cusquenha Chimpu Ocllo. Considerado o “primeiro mestiço biológico e espiritual da América”, é autor das obras “Comentarios Reales” e “La Florida del Inca”, ambas impulsionadas pela necessidade de resgatar a história do Império Inca. Desde 1946, o museu reúne valiosos documentos históricos, Continue lendo

Na Semana que vêm no Trilhando a História

Na Semana que vêm no Trilhando a História

Taquile é uma ilha rochosa que fica a 2 horas e meia de navegação de Puno. A única vila fica no alto montanha à 190 metros acima do lago. Para chegar até ela existem dois caminhos: uma escadaria com 538 degraus que leva direto a vila ou uma trilha de quase 3 quilômetros com subidas suaves que passa por fazendas e pequenas comunidades. Escolhemos a segunda, pois seria mais fácil evitar o mal da altura. Conforme subíamos, encontramos muitos taquilenhos fazendo suas atividades diárias que Continue lendo

(Sem título)

(Sem título)

Do alto da Ilha de Amantaní, a 4.100 metros do nível do mar, se tem a exata noção da grandiosidade do Lago Titicaca. Complicado é chegar até lá. Amantaní é uma das 41 ilhas do mais alto lago navegável do planeta. Destino exótico, recebe menos da metade dos visitantes das ilhas flutuantes Uros e Taquile, no lado peruano, e Ilhas do Sol e da Lua, na Bolívia. Compreensível quando se sabe que o turismo só chegou a Amantaní há menos de uma década. Até então, Continue lendo

A grande Ilha Grega – Amantaní

A grande Ilha Grega – Amantaní

O Lago Titicaca, berço mitológico dos Incas é dividido pela Perú e pela Bolívia e ocupa uma área de mais de 8000 km2 a quase 4000 metros de altura. Uma das suas maiores ilhas, e certamente a maior do lado Peruano é a Ilha Amantaní que continua a sua existência como se décadas de civilização não tivessem transformado radicalmente grande parte dos pueblos e ilhas em seu redor. A sua população continua as tarefas dos seus antepassados neste grande rochedo que se ergue das águas Continue lendo

O Grande Lago dos Andes

O Grande Lago dos Andes

Segundo a lenda andina, foi nas águas do Titicaca que nasceu a civilização inca. O “deus Sol” instruiu seus filhos para procurarem um local ideal para seu povo. Manco Capac e Mama Ocllo chegaram, então, a uma ilha – mais tarde batizada de Isla del Sol. O local teria sido o berço dos incas, que dominaram a região entre os séculos XII e XVI, quando se deu a invasão espanhola. Diversos sítios arqueológicos podem ser visitados ao longo do Titicaca, que tem como principais habitantes Continue lendo