Professor Aleks Palitot visita terminal de integração e constata abandono

Localizado em um ponto central da cidade, o antigo terminal de integração perdeu seu fluxo de passantes prejudicando os comerciantes que lá estavam realocados pela prefeitura desde a última gestão.

Após inúmeros pedidos encaminhados ao seu gabinete, o Professor Aleks Palitot, visitou na manhã da última terça-feira (16), o antigo terminal integrador da capital, onde conversou com comerciantes, moradores e populares para buscar soluções para o lugar atualmente relegado pelo poder público e utilizado como ponto de encontro para usuários de drogas.

Localizado em um ponto central da cidade, o antigo terminal de integração perdeu seu fluxo de passantes prejudicando os comerciantes que lá estavam realocados pela prefeitura desde a última gestão. “Um problema maior ainda é a ocupação do local tornando-o um ambiente nocivo e perigoso, pois já houve inclusive a morte de um desabrigado, assassinado a facadas, o que deu ao terminal implicações semelhantes à crackolândias”, explica Palitot.

Segundo um dos comerciantes que ainda resistem no local, “Estamos passando por uma dificuldade desde que o a nova gestão assumiu e decidiu acabar com o terminal. Essa decisão nos prejudicou porque agora não temos mais o tanto de pessoas que passavam antigamente”, afirma Amaral, que ainda espera que o prefeito ao atentar para o problema, reveja essa decisão.

Para Palitot trata-se de uma questão de saúde pública, assistência social, para atender os moradores que invadiram a área e de segurança para os comerciantes. “Já existe uma estrutura e nossa avaliação é que o fim do Terminal não foi positivo, pois atrapalhou a vida de muitos comerciantes e camelôs que vieram para cá e agora estão no abandono.”, alerta o vereador.

Para Palitot é preciso dar um encaminhamento para aquele espaço, como vereador ele já denunciou ao Ministério Público e fez um encaminhamento à Prefeitura de Porto Velho solicitando providências. Na próxima terça-feira durante a sessão ele irá se pronunciar na tribuna em favor dos comerciantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.