Aleks Palitot acompanha entrega de títulos de regularização fundiária no bairro Areal

Para receber escritura é necessário que as famílias estejam inscritas nos programas sociais do Governo Federal, para as demais somente o título definitivo

O Professor Aleks Palitot participou na manhã de sábado (09), da solenidade promovida pela prefeitura de entrega de títulos regularizados para os moradores do Bairro Areal, Zona Central de Porto Velho. Foram 1.041 famílias contempladas que contarão com a segurança jurídica proporcionada pela titularidade do imóvel.

“Uma demanda há muito pleiteada pelos moradores do Bairro Areal, a regularização fundiária garante para os filhos e netos a casa, o lar, a propriedade. É a certeza de se ter um lugar seguro para se morar e uma reivindicação antiga também cobrada por minha mãe, Dona Helena Nina que por duas vezes foi presidente da Associação de Moradores, na gestão do Prefeito Roberto Sobrinho e na gestão do Carlinhos Camurça, mas que hoje se torna realidade”, afirmou Palitot.

Para o prefeito Hildon Chaves, “é lamentável que os moradores tenham esperado tanto tempo para este momento”, mas agora, segundo a Secretária Márcia Luna “os moradores beneficiados pelo programa poderão usufruir da segurança jurídica que dispõe este documento”.

“Estas regularização é um pedido dos moradores da época do meu pai ainda, que quando faleceu ficou com minha mãe e ela também não pode ver. É a realização de um sonhe que já não esperávamos”, conta Jucilene de Queiroz Andrade Duarte.

Moradora do Areal há 56 anos, Dona Francisca Eutália Bezerra da Silva relata que a titulação é algo que também já não esperava receber. “Só pelo fato de poder falar e comprovar que tenho minha casa muda tudo”. “A certificação e a documentação trazem essa garantia e a possibilidade de poder abrir uma conta bancaria gera outra perspectiva”, complementa seu companheiro, Seu Jaime Francisco da Silva.

Ação Social

Ainda no sábado o vereador esteve no Orgulho do Madeira, Zona Leste, onde promoveu a 10ª edição do projeto Rua da Alegria, que visa levar cultura, lazer e entretenimento para as comunidades de Porto Velho.

Mais de 150 crianças com faixa etária de dois a 12 anos foram atendidas com corte de cabelo, atividades lúdico pedagógicas oferecidas pela Biblioteca Francisco Meireles, pula-pula, pebolim, tênis de mesa e distribuição de lanche o que tornou a manhã do sábado mais alegre para a comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.