VEREADOR PALITOT: Assessores participam de capacitações

Tempo de leitura: 3 minutos

Fóruns agregam conhecimento e geram transformações sociais que beneficiam população de Porto Velho

Em busca de oportunizar um melhor atendimento à população portovelhense, assessores do gabinete do vereador Professor Aleks Palitot, participaram nos dias 24, 25 e 26 do VI Fórum de Direito Constitucional e Administrativo aplicado aos Tribunais de Contas, promovido pela Escola Superior de Contas do TCE-RO, no Teatro Estadual Palácio das Artes e do I Fórum Municipal de Cultura produzido pela Fundação Cultural no Teatro Banzeiros.

De acordo com o vereador professor Aleks Palitot é importante ter um gabinete preparado, munido de informações, com discernimento sobre a utilização correta dos recursos públicos e da aplicação de forma otimizada de acordo com os rigores da lei, obedecendo os parâmetros burocráticos orientados tanto pela legislação como pelo Tribunal de Contas. “São eventos de magnitude significativa, tanto para o nosso gabinete quanto para o vereador, para que ele possa acompanhar também e fiscalizar com mais conhecimento e mais preparo a execução dos serviços públicos no município de Porto Velho”, afirma Palitot.

Pelo TCE-RO uma conferência com exposições de grandes juristas, como os ministros Luiz Roberto Barroso e Luiz Fux palestrando trouxe esclarecimentos acerca da matéria. Na situação atual em que o país se encontra devido a altos indícios de corrupção e a força de interesses pessoais instalados não só nos poderes, mas na maioria dos processos que envolvem o recurso público, seja ele nas esferas federais, estaduais ou municipais esses conhecimentos se tornam diferenciais na fiscalização.

“Devemos entender que que os recursos públicos não são meu ou seu, são do povo e para o bem estar de todos, não só para o interesse de determinado grupo. O governo somos nós e não um poder estranho sobre nós”, afirma Regiclei Gomes, assessor técnico do vereador Professor Aleks Palitot.

Fórum Cultural

Ainda na noite desta sexta-feira (26), foi realizada no teatro Banzeiros, a abertura do 1º Fórum Municipal de Cultura que tratou de políticas autossustentáveis para a área. O evento foi previsto para dois dias e no sábado tratou da formação de grupos para discussão de planos de cultura de cada setorial, que elaboraram propostas contribuindo para a formação do documento final e eleição do presidente do Conselho Municipal de Cultura.

De acordo com Marklin Cantanhede, coordenador de assessoria de bairro, “Um povo que não valoriza sua cultura não possui identidade e o presidente da Fundação Cultural, Antônio Ocampo vem fazendo muito pelo setor”, assegurou o assessor

“A Prefeitura Através da Funcultural vem mostrando uma organização, uma nova cara para a cidade. Nós podemos ver essa nova organização e as pessoas que estão empenhadas em trabalhar pela cultura e pelo bem de todos e não apenas em prol de um determinado grupo, mas sim de toda a comunidade. E a Cultura precisa disso de pessoas capacitadas e com vontade de trabalhar, pois a cultura deve ser para o povo”, afirma Regiclei Gomes, também presente ao evento.

“Estamos retomando a política cultural do município de Porto Velho. O Fórum vai consagrar esse início da segmentação das políticas que a cultura necessita que é o Conselho, a integração no sistema nacional, a criação do fundo municipal e a criação de um departamento dentro da Fundação que será responsável por gerir essas leis. Estamos a partir de hoje dando início a estas mudanças que serão melhores para todos nós”, explica Ocampo.

Para ele é importante a participação dos artistas e suas representação, pois são o motivo da existência da Funcultural e é à eles que se deve ouvir as necessidades, conhecedoras do que cada segmento precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.