Aleks Palitot homenageia historiadores de Porto Velho

Em homenagem ao Dia do Historiador, comemorado em 19 de agosto, o Professor Aleks Palitot realizou na quarta-feira (21), no plenário da Câmara de Vereadores, uma moção de aplauso para cerca de 180 professores de história, de Porto Velho.

“A justa homenagem é um reconhecimento aos professores de história de nosso município, que em sala de aula buscam através da educação repassar uma formação crítica e cidadã aos nossos jovens, valorizando diariamente nossa história e nossa memória”, afirmou Palitot.

Para o vereador são muitos os personagens anônimos que deram importantes contribuições para a criação e formação de nossa cidade e que merecem ser lembrados. “Espero que este dia não seja único, mas a cada 19 de agosto possamos provocar novos encontros para juntos comemorar, lamentar e brigar por nossa história e nossa memória”, afirmou durante seu discurso.

Valores

“Tratamos de humanidades e conversamos sobre vida em sociedade. A cada ano formamos novos historiadores que devem sair das universidades com o senso crítico ampliado para poderem de maneira positiva atuar na formação de nossos jovens”, garantiu o Professor Mestre Antônio Claudio Rabello, o Tuninho da Unir.

Diante da importância simbólica do evento, não faltaram também questionamentos como o feito pelo professor Mario Sávio, que em sua fala ressaltou algumas das mazelas do oficio. “Como é difícil ser professor e historiador nesse país, onde não se conhece a história e se pensa coletivamente e não individualmente” lamentou o educador em um momento de reflexão.

Para a Professora Úrsula Malloney há em nossa capital muitas ruas e escolas com nomes de pessoas que não conhecemos. “Precisamos mudar isto para poder valorizar a nossa cultura, nossa história e nossa memória”, assegurou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.