Aleks Palitot apoia “Cãopanha animal”

Com o apoio do Professor Aleks Palitot a Comissão de Proteção Animal da ordem do Advogados do Brasil – Secional Rondônia (OAB/RO) em parceria com a Ong Socorristas Animais promoveram na tarde deste sábado (19), a Cãopanha em Defesa dos Animais.

Defensor da causa animal o vereador foi responsável pelo Projeto de Lei 3.530/2017 que institui a Semana de Proteção Animal na primeira semana de outubro. Projeto que tem como objetivo conscientizar a população para os maus tratos e guarda responsável de animais

“Trabalhamos para entender o que é prioridade no momento para as instituições que trabalham na linha de frente no acolhimento de animais de rua na capital e poder empoderar estas instituições”, explica o vereador.

O evento tem o objetivo de arrecadar ração material de limpeza para o abrigo da Ong Socorristas Animais. Alem da arrecadação o evento contou com feira de adoção e arrecadação de fundos para ampliação do abrigo, segundo a Andrea Almeida, Presidente da Comissão de Proteção Animal da OAB.

A demanda de animais, segundo a presidente da comissão é muito alta, o acaba acarretando dividas muito altas com veterinários para a ong, por isso todo o esforço em apoiar o trabalho destas instituições.

Além da realização do evento a comissão vem se empenhando para desenvolver mais políticas públicas para os animais. Recentemente através da Secretária Municipal de Meio Ambiente (Sema) e a Fimca, foram conseguidas algumas castrações.

Para 2018 a agenda da comissão prevê também a realização de um seminário de Direitos dos Animais e uma feira de adoção. Para os interessados em se engajarem na causa animal o telefone de contato é o 99205-7287 que será encaminhando para uma ong cadastradas pela comissão, explica a presidente.

“Aceitamos todo tipo de auxilio, não precisa necessariamente ser financeira, mas quem quiser auxiliar a na defesa da causa é bem-vindo”, ressalta Andreia.

Márcia Helena, responsável pela Ong Socorristas Animais, e uma das idealizadoras do evento conta que a maior necessidade do abrigo atualmente é ração e material de limpeza. São 49 cachorros e 17 atendidos pelo projeto e a maior dificuldade da ong são as dívidas com veterinários.

“São raros aqueles que se engajam na causa e nos auxiliam, como o Professor Aleks Palitot, mas ainda assim é muito pouco. As despesas oriundas dos procedimentos cirúrgicos como castração são altos e por isso todos aqueles que querem se engajar na causa são bem vindos”, conta Márcia.

A página pessoal da Márcia (Márcia Ana Martins Henrique) está à disposição da ong assim como o número 99203-9271 que é o contato de whatsApp para os interessados em obter mais informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.