ATIVISMO: Professor Aleks Palitot visita projeto Social

Associação no bairro Ayrton Senna realiza atividades de inclusão voltada para as crianças da comunidade

O Professor Aleks Palitot visitou na manhã de sábado (24) a Associação de Liga das Mulheres, entidade que mantem um projeto social para cerca de 200 famílias no bairro Ayrton Senna, em Porto Velho. Durante a visita foram entregues 40 kits escolares para as crianças doados por empresários parceiros nos projeto.

De acordo com o Professor Aleks Palitot, são consultas médicas, remédios, assistência social, doação de materiais escolares, roupas e cestas básicas. Ações realizadas pela associação que amenizam o sofrimento de inúmeras famílias. “Um trabalho importante que precisa de um respaldo político”, assegura o vereador.

“No momento essa parceria é muito importante, pois nossas condições no bairro são precárias. Um dos poucos locais da capital em que o braço do poder público não chega. Precisamos principalmente de auxílio para as nossas crianças e nesse sentido toda ajuda é benvinda”, conta Juraci Araújo, Presidente da Associação. Sobre o mandato do vereador ela enfatiza, “não posso dizer nada contra, pois realmente ele tem feito um bom trabalho até agora”, afiança.

Acolhimento

Moradora desde 2007 ela conta que quando chegou ao bairro era comum ver crianças de até cinco anos em situação de abandono. “Começamos com o trabalho do sopão que foi o que trouxe as crianças para mais próximo do nosso trabalho e a partir daí conseguimos realizar o acompanhamento nas escolas inclusive buscando vagas”, conta a ativista social que acha importante ver as primeiras crianças acolhidas retornando para auxiliar as demais.

Moradora do bairro há 11 anos, Jaqueline Rufino Holanda Rodrigues relembra a história, comum a muitos bairros periféricos de Porto Velho. “Um bairro esquecido e com muitos problemas de infraestrutura que enfrenta a marginalidade e a violência em seu cotidiano. A carência do bairro é tão grande que tudo que vier será bem recebido”, relata.

Ruas que alagam com a menor chuva, buraco, lama, um campo que tem cara de piscina de polo aquático que serve como criador de mosquito e proliferador de doenças, falta de iluminação que favorece a criminalidade são algumas das dificuldades vivenciadas pelos moradores diariamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.