PREFEITURA: Parceria garantirá microcrédito à empreendedores

 

Concessões fortalecerão a economia de Porto Velho através de iniciativas empreendedoras formais e informais

Durante reunião realizada na quarta-feira (15), no escritório da Associação de Crédito Cidadão (Acrecid) o Prefeito de Porto Velho garantiu apoio do município ao projeto Banco do Povo. O Encontro promovido pelo vereador Professor Aleks Palitot e o Assessor Especial do Gabinete, o economista Marcio Martins contou com a presença do Prefeito Hildon Chaves, o diretor administrativo da Acrecid/Banco do Povo Aníbal Martins Neto e a gerente administrativo e financeiro do grupo Andréia Caetano.

O microcrédito é uma modalidade de financiamento voltado para os micros e pequenos empreendimentos. É considerada uma das mais eficientes ferramentas de inclusão econômica e social das populações empreendedoras devido a sua capacidade de alcance aos menos assistidos.

Uma das proposta do vereador Professor Aleks Palitot quando candidato era proporcionar o microcrédito aos pequenos produtores, feirantes, vendedores ambulantes e microempreendedores o acesso ao crédito com juros baixos tendo o aporte do município, não apenas como avalista, mas também como aquele que pode ofertar esse recurso através de convênio com o Banco do Povo.

Viabilidade

“A nossa iniciativa foi levar o prefeito pra poder conhecer o Banco do Povo, quais são os números, resultados e metas alcançadas em nível de Rondônia e o prefeito tentar viabilizar esse convênio proporcionando o acesso ao microcrédito gerando emprego e renda para a cidade”, explica o vereador.

Atualmente o banco do povo movimenta um montante de R$ 45 milhões, com esse recurso foram atendidas 12 mil famílias só em Porto Velho. Há ainda muitos casos de sucesso, de pessoas que pegaram o crédito que varia de R$ 300,00 a R$ 10.000,00 várias vezes, como o exemplo de um empreendedor que chegou sem absolutamente nada além do conhecimento e hoje emprega 35 pessoas.

De acordo com o economista Marcio Martins, “o Banco do Povo quanto instituição de microcrédito possui grande importância para a economia de Porto Velho, principalmente pela questão burocrática em relação aos outros bancos, das outras instituições financeiras”, afirma Márcio.

Microcrédito

Ele explica que apesar de termos várias instituições de crédito na capital elas não operam o microcrédito para pequenos e microempreendedores informais que em muitos casos só podem se formalizar a partir de um financiamento.

Outra problemática apontada é que para trabalhar com uma instituição oficial você tem que abrir conta, fazer cadastro e essa já é uma das vantagens do Banco do Povo. Você não tem necessidade de abrir conta, o juros é muito menor, algo em torno de 2% ao mês e ainda tem a bonificação por adimplência, você pagando a parcela em dia ganha 50% de desconto na taxa de juros.

“O Banco do Povo faz a diferença porque ele possibilita o acesso de qualquer pessoa desde que tenha conhecimento empreendedor, boa vontade e logicamente um pouco de conhecimento de mercado”, afirma o economista. “E não é só o empréstimo em si, há o acompanhamento da instituição junto aos beneficiados pelo microcrédito. Por isso é denominado Produtivo e Orientado”, complementa Márcio.

A prefeitura ainda no final da gestão petista na capital deixou de ser parceira do Banco do povo, o ideal agora, segundo analistas, e isso também é vontade do atual prefeito Hildon Chaves é que o município apoie o projeto disponibilizando pontos de atendimento e pessoal qualificado para o trabalho.

FONTE: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.