Curso gratuito prepara jovens para concurso público

Convidado pelos coordenadores do evento o Professor Aleks Palitot ministrou aula sobre História de Rondônia

Mais de duzentas pessoas compareceram na tarde de sábado (18) no teatro Banzeiros para o aulão de História de Rondônia do professor Aleks Palitot. O evento promovido pelo Departamento de Juventude da Prefeitura de Porto Velho tem o objetivo de atender a comunidade jovem da capital com um cursinho preparatório para o concurso da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau/RO).

O projeto que acontece durante três sábados 11, 18 e 25, teve início com aula de português e geografia de Rondônia. No dia 18 as disciplinas ministradas foram de raciocínio logico e história de Rondônia. No terceiro sábado, data do fechamento serão revisadas as aulas de português, raciocínio lógico e história de Rondônia.

“Fico muito Feliz por um projeto como este de proporcionar uma aula gratuita para a comunidade que as vezes não tem condição de pagar um cursinho preparatório e ter aberto essa possibilidade de historiadores e geógrafos falarem um pouco sobre o Estado. Nós fomos lá de forma voluntaria, sem cobrar nada por isso. Dando uma contribuição de passar para as pessoas as informações contidas no edital do concurso. Teremos ainda mais uma oportunidade no próximo sábado de falar sobre Rondônia”, afirmou o professor Aleks Palitot

Conteúdo

A aula iniciou no período colonial falando sobre o papel dos bandeirantes e as missões e das moções. Também o papel dos sertanistas que vieram para a Amazônia explorar as drogas dos sertões que eram recursos muito valorizados no cenário econômico europeu, as chamadas especiarias urucum, cacau, guaraná, resinas como cravo e canela que os bandeirantes vinham no período colonial para explorar, Raposo Tavares, Manoel Felix, Francisco Palheta e tantos outros.

A aula abordou ainda a atuação da coroa portuguesa na defesa desses território. abordou as construções portuguesas importantes no período colonial como o Forte Conceição ou Forte Bragança e depois sobre a construção do maior forte da América do Sul que é o Forte Real Príncipe da Beira que é considerada a maior obra Portuguesa fora do território Português. A importância da construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré e o legado que deixou para o surgimento do município de Porto Velho e ciclo da borracha. Foram dicas importantes para o concurso.

No próximo sábado a aula tratará da comissão Rondon e do Marechal, do Território Federal do Guaporé e a constituição do Estado de Rondônia. Para Raildo Sales, diretor de Políticas Públicas para Juventude o evento é importante principalmente para os jovens que não tem como pagar um curso particular. “Nos surpreendemos com a procura. Logo nos primeiros dias mais de 300 pessoas se inscreveram e muitos após esgotadas as vagas ligavam querendo informações, mesmo nas nossas melhores previsões não imaginávamos um público tão grande”, conta.

Expectativa

A maior dificuldade dos organizadores do aulão foi em relação a estrutura, o prédio e o som. “Não vejo como um problema para um primeiro evento, embora tenha sido grande a procura e por não dispor de um espaço maior não atendemos de forma mais abrangente a população jovem”, afirma o Diretor de Políticas Públicas para a Juventude.

“O fato de ser gratuito e ter qualidade foi o que me trouxe, são professores com qualificação que respaldam a iniciativa”, diz Natasha Matos, estudante de psicologia da Universidade Federal de Rondônia, que está se preparando para o Concurso da Sesau. “Fiquei sabendo do projeto através de redes sociais e é uma forma de se capacitar para o concurso, principalmente quem não dispõe de recurso para pagar um cursinho particular”, afirma a estudante.

O Curso irá continuar, garante Raildo, tanto para os próximos concursos quanto para o Enem e os interessados podem obter mais informações através da página oficial do Departamento Municipal de Juventude de Porto Velho ou pelo email depjuv@gmail.com.

FONTE: Assessoria

1 comentário


  1. Não fui nos outros dias. Posso ir nesse último sábado ? Como faço para me escrever ?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.