RETROSPECTIVA DE JULHO

Tempo de leitura: 7 minutos

1 de Julho – Reunião da Comissão de Educação da Câmara Municipal. ”O executivo precisa resolver o problema do transporte escolar. Estamos passando vergonha em mídia nacional. Eu já fiz duas denúncias ao MP desde o ano passado. Cobro quase que diariamente a secretaria de educação e não estou vendo ação. As crianças continuam sem aula na zona rural. Isso é inaceitável. São 600 alunos do baixo Madeira sem aula por falta de transporte fluvial . E mais de mil alunos sem transporte escolar rural. Eu solicitei a comissão de educação que se faz necessário fazer oitivas investigativas, e se for o caso ABRIR UMA CPI do transporte escolar”.

1 de Junho – Durante a Sessão Ordinária, o vereador usou a tribuna para se pronunciar sobre as fiscalizações da equipe em 7 unidades de saúde da Capital esta semana, alguns pedidos de providências e sobre a reunião da Comissão de Educação que aconteceu pela manhã desta data.

Veja também: CAUSA ANIMAL: Palitot participa de entrega de unidades de vacinação

2 de Julho – Fiscalizando nesta data pela manhã a Maternidade Municipal Mãe Esperança. Foi encontrado algumas infiltrações na estrutura física do lugar e problemas com a fiação elétrica. O parlamentar solicitou imediatamente solicitar providências ao executivo. Um lugar tão importante para a população não pode ficar nessas condições.
.
2 de Julho – Reunião da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, que tem recebido algumas denúncias sobre a Associação de Bombeiros Civis de Porto Velho. O objetivo é finalizar, junto a Comissão, a denúncia registrada contra a Associação.

2 de Julho – Entrevista para a SIC TV durante esta tarde de trabalho parlamentar, sobre o projeto de minha autoria que autoriza o fornecimento de assistência técnica pública gratuita para projetos e construções de habitação de interesse Social para as famílias de baixa renda. O poder público agora vai oferecer esse serviço para a população.

2 de Julho – Como forma de inclusão social, o vereador realizou uma doação a escolinha do residencial Porto Bello, na Zona Leste. É uma forma de incentivar as crianças a praticar o esporte mais conhecido no mundo. As bolas de futebol também atendem às necessidades das crianças que residem, mas não praticam futebol na escolinha. Saí de lá muito feliz com esta ação.

4 de Julho – Reunião com o chefe de gabinete da prefeitura sobre o transporte escolar na zona rural. Foi passado algumas situações que podem resolver o problema. O representante do executivo disse que está bastante preocupado com tudo isso.

5 de Julho – Entrevista na Rádio Cultura FM.

6 de Julho – Ação Social na Escola Municipal Ronilza Cordeiro, no bairro Novo Horizonte, Zona Sul da capital, com o objetivo de integrar escola e comunidade e que contou com o apoio do Professor Aleks Palitot. De acordo com a diretora da unidade, Idelucia Marinho esta atividade foi inserida no calendário escolar e a proposta é que aconteça todos os anos.

8 de Julho – Sessão Ordinária desta segunda-feira, 8, em que será votado o Projeto de Lei n 3875/2019 de autoria de minha autoria que Institui no âmbito do Município de Porto Velho de Porto Velho, rede de atenção as pessoas com Psoríase e dá outras providências.

Psoríase é uma doença inflamatória da pele, crônica, não contagiosa, multigênica (vários genes envolvidos), com incidência genética em cerca de 30% dos casos. Caracteriza-se por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas, que aparecem, em geral, no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Tenho certeza que vai ajudar muita gente que possui essa doença na Capital.

9 de Julho – Reunião da Comissão do Meio Ambiente, com os representantes do segmento de catadores de materiais recicláveis da Vila Princesa – CATANORTE -, que está em busca de maior representatividade política para o cumprimento das diretrizes de implantação do aterro sanitário municipal e da cooperativa de catadores. São cerca de 2.500 pessoas que atuam hoje nas ruas e no lixão reciclando mais de 180 toneladas de materiais por mês em nossa Porto Velho, gerando cerca de 300 empregos diretos entre cooperativados e comunidade.

10 de Julho – Participando do I Fórum Internacional de Turismo de Rondônia, realizado no auditório do Tribunal de Contas, com a presença do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Edilson Souza, e do superintendente do Sebrae-RO, Daniel Pereira, onde foram expostos os principais pólos turísticos de RO. Temos tantos lugares naturais lindos e sem exploração de forma profissional. Estamos falando de geração de emprego e renda para a população através do turismo e suas riquezas amazônicas. Nossa terra é abençoada, mas precisamos avançar muito ainda.

12 de Julho – Reunião com Marcelo Thomé – presidente da ADPVH, onde discutimos meios de incentivo para o consumo de produtos locais. A idéia é amplificar a imagem de nossos produtos através de uma politica cultural de valorização que fomentem a economia de nossa cidade e Estado.

15 de Julho – CAUSA ANIMAL – Mais uma conquista!

Após diversos contatos realizados com o meu gabinete, informando sobre o abandono do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias (DCZ), estive nesta manhã na solenidade de inauguração da UNIDADE ITINERANTE DO CENTRO DE ZOONOSES de Porto Velho. Uma excelente notícia para os ativistas e engajados na causa animal. Aproveitei para levar também alguns pedidos de providência.

15 de Julho – Estive reunido agora a pouco com moradores representantes dos residenciais do complexo popular na região da Zona Leste. OS SÍNDICOS REINVIDICAM SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO E ESCOLAS naquela área. Realmente, ali residem muitas famílias com crianças. A causa é válida e eu vou solicitar ao executivo esse atendimento.

17 de Julho – DISTRITO DE FORTALEZA DO ABUNÃ

cumprindo a agenda de vereançae atendendo a pedidos de moradores, fui a Fortaleza do Abunã e, junto a comunidade, fiz inspeções pelo posto de saúde que praticamente não existe e não recebe médicos. Vez ou outra vem alguém. Falta também bioquímico para recolher exames, a estrada alaga quando chove, o festival de praia não é realizado pela prefeitura e só quem movimenta a economia da localidade são os acreanos. Um lugar tão bonito e com infinito potencial turístico em situação de abandono. Vou levar toda essa situação ao executivo. FORTALEZA DO ABUNÃ PRECISA VOLTAR A SER ASSISTIDA COMO ERA NA ÉPOCA DOS ANOS 90. Os moradores merecem.

27 de Julho – Realizando pedidos de providência no Baixa União com a equipe de bairro e a comunidade.

30 de Julho – O vereador Aleks Palitot esteve hoje cedo percorrendo os trilhos da E.F.M.M. para trabalhar a possibilidade da litorina seguir passeio saindo do Memorial Rondon até a Vila Candelária, nas proximidades do Recanto do Tambaqui e Recanto do Jair, melhorando o passeio e fomentando o turismo convencional e gastronômico.

30 de Julho – Durante reunião, foi passado a informação que o Abrigo Socorristas Animais não está tendo o apoio necessário para se manter. A presidente Márcia expôs hoje pela manhã a situação de que não está dando para tratar de tantos animais mal tratados e abandonados nas ruas da Capital. Convidei ela pra conversar em meu gabinete hoje de manhã e vamos tentar contornar essa situação de emergência.

31 de Julho – reunido com o Superintendente de Turismo do Estado, Gilvan Pereira Junior , e os produtores de eventos Géri Anderson e Ronaldo Carriço. A pauta era apresentar um projeto de turismo de aventura para o Distrito de Fortaleza do Abunã. Aquela comunidade está precisando, entre outras necessidades, de um impulso econômico e o turismo pode mudar a atual realidade, pois os moradores vivem em meio a um paraíso natural amazônico. Isso vai mudar com o apoio da SETUR e a iniciativa dos produtores de evento que estiveram na reunião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.